Guia do Brasil

Pará

 

Imprimir
Tamanho do texto A A

A riqueza do Pará, no Norte do Brasil, vem da terra, da natureza e da alegria de seu povo. O encontro das águas dos rios Tapajós e Amazonas simboliza o mosaico cultural paraense, no qual as raízes indígenas convivem com as influências dos imigrantes — especialmente portugueses, espanhóis e japoneses — sem perder as tradições e crenças da vida ribeirinha.

Na capital, Belém, a arquitetura também é híbrida, e combina o estilo colonial português dos casarões históricos com a pós-modernidade da estação das docas. Essa mistura de história e contemporaneidade é temperada pelos sabores exóticos e cores vibrantes das feiras e mercados a céu aberto — como o famoso Ver-o-Peso, um dos maiores símbolos do povo paraense.

O esporte também faz parte da cultura do estado. Em 2012, Belém recebeu o Campeonato Sul-Americano de Esportes Aquáticos e, dez anos antes, foi uma das sedes dos Jogos Sul-Americanos. Ananindeua, na área metropolitana da capital paraense, é a cidade de Péricles da Silva, medalhista de ouro com a Seleção Brasileira de Ginástica Artística no evento do cavalo com alças nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em 2011.

Em Santarém, a praia temporária de Alter do Chão é parada obrigatória para os cruzeiros internacionais que passam pela região. A Ilha de Marajó, maior ilha fluvial e marítima do mundo, é conhecida pelo inconfundível artesanato marajoara e pelos rebanhos de búfalos que se refugiam nas grandes áreas alagadas. 

 

Crédito das fotos:
 
1 - ©MTur / Christian Knepper
2 - ©MTur / Christian Knepper
3 - ©MTur / Christian Knepper