Os Jogos Olímpicos

Existem muitas teorias sobre a origem do Tênis, mas o ponto de partida teria sido por volta do Século XI, quando monges jogavam uma bola de um lado para outro dentro dos monastérios. No final do Século XII e início do XIII, surgiu o Jeu de Paume (“Jogo da Palma”), na França, em que participantes usavam as mãos para rebater a bola em uma parede.

Ao longo dos anos, as mãos deram lugar a raquetes, uma área de jogo foi estabelecida e, entre outros jogos, apareceu o Real Tennis, muito popular entre membros da nobreza britânica e francesa. No final do Século XVIII, mais esportes de raquete surgiam pela Europa.

Mas o que realmente deu origem ao Tênis como conhecemos hoje foi o chamado Lawn Tennis, disputado na grama e até nos quintais de casas. O esporte dividia espaço com o Críquete na Inglaterra por volta do Século XIX, e até usou algumas de suas regras. Por volta de 1880, campeonatos eram disputados não só na Europa, mas nos Estados Unidos.

Com isso, o Tênis esteve presente no programa dos Jogos de 1896, os primeiros da Era Moderna, e mulheres competiram já nos de 1900, em Paris, ainda como Lawn Tennis. A criação da International Lawn Tennis Federation, em 1913, uniformizou as regras.

O esporte esteve presente até a edição de 1924, em Paris, e voltou como demonstração em 1968, na Cidade do México, e 1984, em Los Angeles. O sucesso do torneio-exibição na cidade americana foi tão grande que o Comitê Olímpico Internacional (COI) resolveu recolocar o esporte valendo medalhas no ano de 1988, em Seul.

Apesar de o Tênis começar a ser disputado em outros pisos, como o sintético e o saibro, o Lawn (grama) do nome da entidade só saiu em 1975, dando origem à Federação Internacional de Tênis (ITF, em inglês).

O esporte é disputado em simples e duplas masculinas e femininas, além de duplas mistas. Os participantes acertam a bola com a raquete em direção à área de jogo do adversário, por cima da rede, e ganham pontos se o rival não conseguir devolver.

No Tênis, as partidas são disputadas em sets, que têm games. Os primeiros três pontos do game são marcados por 15, 30 e 40, e o ponto seguinte fecha. Quem ganhar seis games primeiro, com dois games de diferença, leva o set. Se houver empate em 6 a 6, é disputado um desempate de sete pontos, contado normal, chamado de tie-break.

Os jogos acontecem em melhor de três sets – com exceção da final de simples masculina, que é em melhor de cinco. Nas duplas mistas, após empate em 1 a 1, haverá um match tie-break, de dez pontos.

O formato de disputa é similar aos dos torneios profissionais, com eliminação direta e os melhores de cada lado da chave disputando o ouro. Entretanto, há uma disputa de terceiro lugar, pelo bronze, entre os perdedores das semifinais, o que não acontece no circuito. Há 16 cabeças-de-chave nos torneios de simples, oito nos de duplas e quatro no de duplas mistas, decididos com base no ranking mundial.