Notícias

07/01/2014

Rio 50 graus: dicas para praticar esportes no verão carioca com os mesmos cuidados de um atleta

Com os termômetros batendo 40 graus, listamos algumas dicas para você curtir o verão no Rio de Janeiro sem colocar a saúde em risco

Enviar para um amigo

Com o Morro dos Irmãos ao fundo, as praias de Ipanema e do Leblon inspiram a prática de esportes (Foto: Riotur)

Na Cidade Maravilhosa, basta alguns raios de sol para fazer o carioca sair de casa e lotar as praias e parques da cidade. Surgem jogadores de vôlei de praia, surfistas, ciclistas, corredores e apaixonados por esporte de todos os estilos. Época de férias, muitos turistas desembarcam na cidade e reforçam esse time aproveitando todas as atividades ao ar livre que o Rio de Janeiro oferece. 

Mas, com os termômetros batendo 40 graus - e sensação térmica de 50 graus! -, são necessários alguns cuidados para curtir o verão carioca sem imprevistos. Responsáveis pela saúde dos atletas da delegação brasileira em Jogos Olímpicos, o médico Gustavo Campos e o fisioterapeuta Henrique Jatobá compartilham um pouco da sua experiência e dão algumas dicas para você aproveitar o melhor da estação sem colocar a saúde em risco.

1 - Saúde em primeiro lugar

Foto: Londres 2012 LOCOG

Antes de iniciar qualquer programa de exercícios, procure um médico e certifique-se que está apto a praticar. Comece aos poucos e fique ligado nos sinais enviados pelo seu corpo. Lembre-se: saúde em primeiro lugar!

“Vale sempre o bom senso. Temos que lembrar que os atletas levam muito tempo para chegarem no nível de desempenham que apresentam. Não é uma coisa que acontece da noite para o dia. Às vezes as pessoas nem têm o conhecimento de que há riscos. O treinamento deve sempre buscar a saúde. Às vezes, a pressa de ver o resultado é tanta que a pessoa se excede e se machuca, o que faz com que ela interrompa o treinamento logo no início”, conta Jatobá.

“Sempre recomendamos procurar um médico antes de começar qualquer esporte para orientar sobre o exercício. Tem que ficar atento aos sinais que o corpo dá, como cansaço excessivo, principalmente se existir algum histórico familiar de doenças. Um profissional de educação física é também essencial para montar o treino de acordo com os limites de cada um”, recomenda Campos.

2 – Aproveite o melhor do sol

Foto: Getty Images/Mark Kolbe

Com elevadas temperaturas que chegam aos 40 graus, os raios solares podem até ajudar a deixar os cariocas com a cor do verão, mas também podem acabar com as férias logo no primeiro dia. O primeiro passo para todos que querem aproveitar os dias de sol para sair de casa é se proteger do calor excessivo. Barracas, bonés e óculos escuros ajudam, mas o indispensável mesmo é o uso do protetor solar.

De acordo com Gustavo Campos, o protetor solar é a coordenada número um antes de praticar esportes ao ar livre.

“O cuidado com o sol é muito importante. Recomendamos evitar o meio da manhã, quando o sol está mais forte. Independente de horário, no entanto, o filtro solar é fundamental para qualquer pessoa que queira praticar atividades ao ar livre. E não adianta passar uma vez e esquecer. O produto tem que ser reaplicado sempre que a pessoa transpirar muito ou então se molhar”, recomendou.

3 – Movimente-se por inteiro

Foto: Getty Images/Suzanne Plunkett

Alguns esportes trabalham praticamente quase todos os músculos do corpo. A natação é um deles, que ainda melhora a respiração e reduz o impacto. O surfe e os recém-chegados slackline e stand up paddle têm como ponto forte trabalhar o equilíbrio e, assim, um conjunto de músculos bastante variado.

Mas para se manter forte e aprimorar o desempenho, é importante trabalhar todos os músculos, inclusive aqueles que não são tão utilizados durante a prática esportiva.

“Cada esporte demanda mais de um conjunto de músculos específicos, por isso é bom sempre contar com o acompanhamento de um profissional. Muitas lesões acontecem pelo uso errado de equipamentos ou por puro desequilíbrio dos músculos, pois as pessoas trabalham apenas aqueles mais essenciais para o seu esporte. Quando montamos um programa preventivo para os nossos atletas temos sempre de pensar em compensar os músculos antagônicos”, diz Henrique Jatobá.

Espalhadas por toda a cidade, academias populares oferecem suporte para alongamentos e musculação que podem ajudar a complementar o exercício.

4 – Invista nos acessórios certos

Foto: Getty Images/Mike Powell /Allsport

Pode parecer apenas um detalhe, mas a escolha do tênis certo pode melhorar o desempenho e ainda evitar lesões. O mesmo se dá em relação ao tipo de bicicleta, ao tamanho dos equipamentos de proteção e até mesmo ao tipo de roupa utilizada na hora dos exercícios.

“No verão, antes do treino, é preciso estar atento ao equipamento que vai usar. Não dá para ir à praia e querer correr de chuteira. O tênis certo vai inclusive influenciar na qualidade e duração do exercício. A roupa também influencia. Para atividades mais intensas, como vôlei de praia e corridas, é recomendável utilizar roupas mais leves”, afirma Gustavo.

5 – Praia, montanha ou cidade? Escolha o seu cenário

Foto: Riotur

Opção é o que não falta no Rio de Janeiro. Com paisagens de tirar o fôlego, você pode tirar o dia para fazer caminhadas ou dar uma volta de bicicleta nos principais cartões postais da cidade, como a Lagoa Rodrigo de Freitas e a Praia de Copacabana.

Nas praias, esportes Olímpicos se misturam com outros tipicamente cariocas. Vôlei de praia, futevôlei, frescobol e treinos funcionais são apenas algumas opções que podem ser praticadas entre mergulhos nas águas geladas do Atlântico que banham a cidade.

Se o que você curte são esportes mais radicais, a boa pode ser partir para um voo de asa delta do alto da Pedra Bonita, se aventurar pelas trilhas do Corcovado, escalar a pedra do Morro da Urca ou então surfar as ondas da praia da Barra.

Para curtir com a família, praças e parques estão espalhados pela cidade com opções para todas as idades. Um ótimo exemplo é o Parque Madureira, que reúne uma ciclovia, quadras poliesportivas, pistas de skate e equipamentos de musculação. Uma boa pedida aos domingos é o Aterro do Flamengo, quando a avenida se transforma em um amplo playground de atividades para a família e amigos.

6 – Hidrate-se

A água é o elemento mais importante na hora de praticar exercícios. Um corpo bem hidratado tem mais disposição e consegue se recuperar melhor após uma atividade intensa. De acordo com o médico Gustavo Campos, os isotônicos também têm um poder importante a desempenhar na hidratação do atleta.

“Hidratação é fundamental. Dependendo da intensidade e calor, a hidratação deve ser feita antes, após e também durante o exercício físico. Para uma atividade mais intensa, é bom lembrar dos isotônicos. Quando aumentamos o nível da atividade e se nos exercitamos por um período maior, perdemos sais minerais além de água. Os isotônicos foram feitos para repor tudo isso, coisa que só a água não vai fazer”,  ensina.

7 – Reponha as energias

Foto: Getty Images/Rafael Neddermeyer

Uma alimentação leve e balanceada é a chave para garantir que o seu corpo vai estar pronto para aproveitar um dia de atividades. E cada um dos grupos de alimentos tem o seu papel.

Carboidratos são indicados para consumo antes do treino, pois eles fornecem a energia extra que será gasta durante o exercício. Na hora de se recuperar, as proteínas entram em ação para repor as energias.

“Muitas pessoas costumam praticar atividades sem comer. Mas é o alimento antes que vai fornecer as energias necessárias para o exercício. É sempre bom apostar na alimentação leve, com frutas e verduras, e evitar as gorduras e refrigerantes após o treino para não interferir na absorção dos nutrientes”,  sugere Gustavo Campos.

8 – Descanse

Foto: Getty Images/Cameron Spencer

Um sono adequado pode ser justamente o que você precisa para começar o dia com o pique necessário para aproveitar o verão fora de casa. É o que recomenda o fisioterapeuta Henrique Jatobá.

“Qualquer pessoa que quer praticar esporte sem dormir direito pode se machucar. Durante o sono o corpo se repara fisicamente. Mais do que número de horas, é preciso dormir bem. Algumas pessoas dormem por muitas horas, mas não conseguem descansar. Isso tem um impacto”, diz.
 

Enviar para um amigo

Filtrar em Notícias

Newsletter

Cadastre-se e receba por e-mail as últimas notícias do Rio 2016.

+
Notícias

RSS de notícias

Fique sabendo imediatamente quando uma nova informação é publicada.

+ASSINE JÁ