Notícias

25/11/2013

Implosão do Elevado da Perimetral abre caminho para revitalização do Porto do Rio

Demolição, que permitirá avanço das obras de infraestrutura na região, é inspirada no projeto dos Jogos de Barcelona 1992

Enviar para um amigo

Implosão do primeiro trecho do Elevado da Perimetral, entre a Avenida Professor Pereira Reis e a Rua Silvino Montenegro (Foto: J.P.Engelbrecht)

Um dos momentos mais marcantes do processo de revitalização da Zona Portuária do Rio, a remoção do primeiro trecho do Elevado da Perimetral, foi realizada com sucesso neste domingo. A implosão permitirá o avanço das obras de infraestrutura na região, como a construção da via expressa que ligará o Aterro do Flamengo à Avenida Brasil e à Ponte Rio-Niterói. As mudanças pelas quais o porto passa têm inspiração direta no projeto dos Jogos de Barcelona 1992.

Na cidade espanhola, os antigos armazéns e estruturas portuárias foram convertidos em avenidas e prédios novos, que inclusive abrigaram os atletas. Durante os Jogos Rio 2016, a Zona Portuária carioca receberá as vilas de mídia e de árbitros, um centro de convenções e dois hotéis.

E, se na capital carioca o Elevado da Perimetral ainda atrapalha a visão da Baía de Guanabara, em Barcelona, era uma linha de trem que obstruía a vista para o mar. A cidade criou um túnel para que o trem passasse sem atrapalhar a paisagem. Do mesmo jeito que o Rio também faz escavações para escoar o trânsito após a demolição total da Perimetral. Em seu lugar, serão construídos dois túneis sobrepostos, em um projeto inédito na cidade, conforme mostra o vídeo abaixo.

A Zona Portuária do Rio já começa a mostrar sua nova cara. A inauguração do Museu de Arte do Rio, no dia 1º de março deste ano, deu a largada na revitalização cultural da região. O Píer Mauá receberá ainda o Museu do Amanhã, espaço que vai discutir o futuro da humanidade, a partir do segundo semestre de 2014.

Durante a implosão da Perimetral, foram usados 1.200 kg de explosivos, que botaram abaixo 5.104 toneladas de escombros. A limpeza dos destroços será feita em seis frentes de trabalho durante 90 dias e sempre durante a madrugada para não impactar o trânsito na cidade. Todo material será reaproveitado na própria obra de revitalização da Zona Portuária. 

Enviar para um amigo

Filtrar em Notícias

Newsletter

Cadastre-se e receba por e-mail as últimas notícias do Rio 2016.

+
Notícias

RSS de notícias

Fique sabendo imediatamente quando uma nova informação é publicada.

+ASSINE JÁ